• Histórias Estranhas
  • A Quarta Dimensão
  • Adolpho Werneck - Vida e Obra
  • Arquivos de Guerra

3 de agosto de 2010

"Compensações" de Gustavo Vazquez Ramos

"Compensações", o primeiro livro de Gustavo Vazquez Ramos, é uma coletânea de quatro contos, que tive a oportunidade de acompanhar desde a elaboração dos textos individuais até a publicação. 

Considerados individualmente, cada texto aborda o tema da superação de situações e contratempos, ou a falha em superá-los, por enfoques únicos e próprios, assim como as inevitáveis consequências da superação ou falha. Reunidos, os textos criam um panorama da natureza humana, desde a ilusória fortaleza com que se opõe às frustrações cotidianas, até a inesperada continuidade, se não com o impulso de sua fragilidade, a despeito dela.

A descrição dos contos, conforme consta do livro:
Em "Da Capo", um violinista sofre um acidente que o faz perder parte de sua mão. Embora novas tecnologias ofereçam um caminho de volta, é preciso admitir o irreparável. No segundo conto, "Uma partida de xadrez", os esforços de um exímio enxadrista são retratados por meio de sua autoimposta missão de vencer um oponente desconhecido. "As estrelas de várias pontas", com influência lovecraftiana, relata os esforços de uma equipe de investigação para solucionar brutais assassinatos – inclusive a dificuldade entre diferenciar responsabilidades de obrigações e crenças de fatos. Por fim, em "Bruxelas", uma grande amizade parece incapaz de perder sua força mesmo com a distância que a separa, os insucessos do início da vida adulta, o tempo, a realidade ou econômicas viagens turísticas.
O livro foi publicado pela editora Novo Século e tem 160 páginas. Pode ser adquirido em livrarias ou direto com o autor, através de seu e-mail.

A biografia do autor, da orelha do livro:
Gustavo Vazquez Ramos nasceu em Brasília em 1980, e vive em Curitiba há muitos anos. Além de escritor, é músico. Formado em Filosofia, atualmente divide sua residência com um casal de felinos, cuja inspiração cedida sempre lhe foi fundamental. Embora use um Macintosh para escrever, prefere filmes em preto e branco e recorda-se com saudosismo da época dos telefones com disco.
Não deixe de visitar o blog de Gustavo Vazquez Ramos.

0 comentários:

Comente...