• Histórias Estranhas
  • A Quarta Dimensão
  • Adolpho Werneck - Vida e Obra
  • Arquivos de Guerra

13 de agosto de 2010

Forjas, coturnos, trilhos e sacolas de compras

O que quatro dos mais bem-sucedidos shoppings de Curitiba tem em comum? A instalação em edifícios antigos da cidade, mantendo ao menos parcialmente as fachadas originais. Discuto abaixo cada um deles, aproveitando para fazer menção aos anos de fundação de outros centros de compra da cidade.


1983 - Mueller
Clamando o título de primeiro da cidade, perde para o Itália, fundado Centro Comercial Itália em 1982 (Aramis Millarch não me deixa mentir). A história do edifício que o abriga começa em 1878, com o suíço Gottlieb Mueller (?-1902), que estabeleceu uma ferraria na então Estrada do Assungui (atual Rua Mateus Leme), para dar assistência a veículos que faziam a conexão com os portos. O sucesso do empreendimento permitiu que comprasse os terrenos vizinhos ao longo dos anos até a "Mueller & Filhos" dominar uma quadra inteira. O falecimento de Gottlieb transmitiu o negócio aos filhos Rudolf, Oscar, João, Adolfo e Alfredo e ao genro Guilherme Lindroth, passando a chamar-se "Mueller & Irmãos". Sete anos depois, tornou-se "Mueller, Irmãos & Cia." com o ingresso de acionistas, adotando o nome de fantasia "Companhia Industrial Marumby". A ampla metalúrgica fundia e forjava ferro em produtos de ferro, de pregos a máquinas, com fundição e projetos próprios. A indústria permaneceu no edifício até sua venda em 1973/75 e mudança para a Cidade Industrial de Curitiba, até encerramento de atividades em 1987.

Os empresários Milton Gurtensten e Salomão Soifer viram em 1978 potencial para o primeiro shopping de porte da cidade, para concorrer com o Shopping Center Pinhais. Em 1981 foram iniciadas as obras. Em 31 de agosto de 1983, o Shopping Mueller foi inaugurado, com 65.818 m² e 173 lojas. Veja mais em História gravada a ferro e Memória da Indústria Paranaense.


1987 - Omar
Depois do Água Verde, inaugurado em 1984, veio o Shopping Omar, estabelecido na Casa Miró, na atual Rua Comendador Araújo, 268. Tendo esse nome por ter sido a residência do ervateiro Manuel Miró, em 19 de dezembro de 1912 a casa foi alugada e tornou-se a primeira sede da Universidade do Paraná, iniciando funcionamento em 1913 -- a primeira universidade do país, tornada Federal em 1951. Completada a construção de uma sede definitiva na Praça Santos Andrade em 1914, a Universidade mudou-se para lá. Nesse mesmo ano, foi estabelecida no edifício a Maternidade Paraná, primeira do estado e um hospital-escola de obstetrícia ligado à Universidade, dirigido por Victor Ferreira do Amaral e Silva (1862-1953). A Maternidade permaneceu ali até 1929/30, quando foi deslocada para sede própria na Avenida Iguaçu e rebatizada com o nome do diretor. 

Não encontrei destino da casa até a inauguração do Shopping em 2 de junho de 1987, que adentra pela Casa Miró e avança até conexão com a Avenida Vicente Machado, 285.


1996 - Curitiba
Após o Popular em 1992 e o PolloShop Alto da XV em 1995, veio o Curitiba, pouco antes do Crystal Plaza ainda em 1996. O edifício na atual Rua Brigadeiro Franco, 2300, diante da Praça Oswaldo Cruz, foi projetado pelo engenheiro Francisco Monteiro Tourinho (creio tratar-se de Francisco Antônio, 1837-1885) e sua construção foi concluída em 1886. A imponente fachada ocupada pelas Forças Federalistas destacava-se na pequena cidade. Nos anos 40 o campo diante da fachada foi escavado, exigindo a construção da ampla escadaria que existe até hoje. O edifício era sede do Comando da 5ª Região Militar do Exército Brasileiro, hospedando o 5º Batalhão Logístico e a 5ª Companhia de Material Bélico, mas foi vendido em 1989, com vistas a hospedar o Museu David Carneiro -- o que não ocorreu, com o Museu fechando em 1994 -- tendo a Irmauad construído e inaugurado em 25 de setembro de 1996 o Shopping Curitiba.

1997 - Estação
Inaugurado no mesmo ano que o do Jardim das Américas, o Shopping Estação ocupa construção sobre a antiga estação ferroviária central da cidade. Projetada por Michelangelo Cuniberti e inaugurada em 1885, a estação atendia a linha Curitiba-Paranaguá, servindo também a Ponta Grossa em 1891 e todo o Paraná em 1894 -- com o engenheiro Rudolf Lange adicionando-lhe mais um pavimento. Em 1909, finalmente conectou a cidade com São Paulo e Rio de Janeiro. Em 1918 a administração passou a outro prédio, permitindo a construção de um salão nobre. O trem ainda era o modo preferido de acesso à cidade nos anos 20, mas nos anos 60 novas rodovias o colocaram de lado. Em 13 de novembro de 72 partiu da estação o último trem de carreira -- para Paranaguá -- com a inauguração da Rodoferroviária atual. 

O pátio foi desativado no início dos anos 90, e o Shopping inaugurado em 1997. A porção antiga do edifício abriga, além de loja, o Museu Ferroviário de Curitiba. Veja mais em Estações Ferroviárias do Brasil e Circulando por Curitiba.

0 comentários:

Comente...