• Histórias Estranhas
  • A Quarta Dimensão
  • Adolpho Werneck - Vida e Obra
  • Arquivos de Guerra

24 de junho de 2010

Formatação em revisão


Recebi ontem o livro revisado, sobre o que farei postagem futuramente, após fazer todas as alterações. Hoje tratarei de um aspecto curioso sobre a revisão, que é o método de apresentar as mudanças sugeridas ao autor. Cada revisor acaba por escolher seu método favorito, tendo alguns métodos vantagens sobre outros. Tentarei tratar de algumas das formatações e utilidades que já vi sendo usadas.

Marcação: o método mais simples. O revisor adota formatação para suas sugestões de alteração, como por exemplo sublinhar, negritar, cercar o trecho em colchetes ou chaves, mudar a cor ou tamanho do texto ou realçar, e estabelece o que cada formatação significa.

Exemplo de formatação e significados.
Realce verde: adição. Fonte vermelha e tachada: remoção. Fonte vermelha próxima de fonte azul: substituição. Realce amarelo seguido de expressão em colchetes: comentários.

Vantagens: 1) Se para escrever um texto pode ser usado o processador de texto mais simples (como o Bloco de Notas), o método de marcação também pode ser feito em qualquer programa, apesar de, quanto mais opções de formatação existirem, mais práticas serão as anotações.
2) A maleabilidade é grande, permitindo ao revisor tornar as anotações tão visíveis e claras quanto quiser, criando o seu próprio código personalizado de formatações e significados.

Desvantagens: 1) Trechos com muitas anotações podem ficar confusos e poluídos. 2) Dificuldade na sobreposição de revisões (por exemplo, uma palavra errada dentro de uma frase a ser reescrita). 3) Trabalhar com vários revisores significa trabalhar com vários códigos de formatações e significados.

Entre linhas: a alteração é sugerida em uma linha inserida abaixo da corrigida, usualmente com a sugestão imediatamente abaixo. A linha nova é marcada de maneira que não seja confundida com a do texto.


Vantagens: 1) O texto original não é alterado.
Desvantagens: 1) Pouco prático e trabalhoso. 2) Espaço restrito, exigindo linhas adicionais de revisão para sugestões ou comentários maiores. 3) As linhas adicionais aumentam a extensão do texto.
 
Comentários: as revisões são inseridas usando a função de comentários de processadores de texto.


Vantagens: 1) Revisão diretamente indicada no texto. 2) Facilidade de inserção e remoção de notas que se ordenam automaticamente. 3) Permite sobreposição de notas. 4) O comentário pode ser extenso.

Desvantagens: 1) Requer processadores de texto mais capazes, como o Word ou OpenOffice. 2) Deve haver também compatibilidade de programas e versões entre revisor e autor.

Controle de alterações: as revisões são feitas diretamente em um texto protegido com a função de controle de alterações de processadores de texto.


Vantagens: 1) Protege o texto contra qualquer alteração indesejada. 2) Funções de navegação ordenada de alteração a alteração. 3) Permite passar o mesmo arquivo para vários revisores, identificando quem fez cada alteração e quando foi feita.

Desvantagens: 1) Requer processadores de texto mais capazes, como o Word ou OpenOffice. 2) Deve haver também compatibilidade de programas e versões entre revisor e autor. 3) Uso requer familiaridade e prática.
 
Quando fiz revisões eu escolhi um misto, sinalizando adições ou remoções com marcações no texto com cores verde e vermelha, e substituições, dúvidas, notas e sugestões com comentários.

1 comentários:

RUI

Falaí, Dudu. Gostei do blogue. Vou voltar. Em tempo: não publique os contos inteiros aqui. O povo é folgado e depois não vai querer ler no livro pronto. Uma dica boa, né? Abraços, Rui

Comente...